A lua e seus significados

Em todas as épocas, a fantasia humana foi arrebatada pela Lua, elemento constante nas religiões e na literatura. Depois do Sol, é o astro que mais influência exerceu sobre a organização da sociedade.
Antes de analisar a lua no tarô, o significado da lua em várias escolas.  

Científica
A Lua é um satélite natural da Terra, que completa uma volta ao redor de nosso planeta a cada 27 dias, 7 horas e 43 minutos, em seu período sideral. Ela mantém uma distância média da Terra de 384.320 km (356.400 km no perigeu e 406.600 km no apogeu). Como seu tempo de rotação ao redor do próprio eixo é exatamente igual ao seu período de translação em torno da Terra, um observador postado em nosso planeta acaba vendo sempre a mesma face da Lua voltada para si. O máximo da superfície dela que fica visível da Terra corresponde à cerca de 59% da sua superfície total. Devido à falta de atmosfera, seria impossível ouvir sons e o céu apareceria sempre negro. O seu movimento ao redor da Terra determina também as suas fases, que são: lua nova, lua cheia, quarto crescente e quarto minguante. É importante observarmos também que a Lua é a principal responsável pelo fenômeno das marés, observado nos oceanos terrestres.  

Islamismo
A lua crescente com uma estrela acima tem acompanhado o povo islã desde do século XV, quando era usada pelos turcos. Desde então aparece em bandeiras de muitos países muçulmanos. O calendário islâmico começa no momento da lua crescente, a estrela que denota soberania e divindade, foi acrescentada mais tarde. O “renascimento” da lua após um período de escuridão é um símbolo de esperança.

 Xamanismo
No Xamanismo, a Lua Cheia é fertilidade, poder, sensualidade, representando o sentimento feminino, mostrando como lidar com as emoções e trazendo lembranças sobre vidas passadas. É uma das energias preferidas para a realização de cultos mágicos e podem proporcionar sonhos muito importantes. Os xamânicos sempre oferecem rituais à Lua Cheia.

Wicca
Segundo a wikipédia (enciclopédia livre), a Wicca é uma religião neo-pagã criada pelo místico, escritor e folclorista britânico Gerald Gardner em 1951. Venera-se o Feminino e o Masculino, encarnados sob a forma da Deusa Mãe e o Deus Cornífero. Seus participantes lutam pela recuperação da religião e dos valores comuns aos povos pagãos antigos que foram combatidos ou incorporados pela Igreja Católica ao longo de sua história. A lua para o wiccano tem um simbolismo ligada a grande mãe, pois é o astro que ilumina a noite e é o símbolo do princípio feminino, representando potencialidades, estados de alma, valores do inconsciente, humores e emoções, receptividade e fertilidade, mutação e transmutação. E, as fases da Lua, caracterizam os aspectos da natureza feminina, assim como representam os estágios e as transformações na vida da mulher.  

Astrologia
Na Astrologia, a Lua rege a vida emocional, o instinto e a memória. Ela é considerada luminar e é, assim como o Sol, o astro mais presente na vida na Terra. Na Astrologia Tradicional, é o satélite da Terra, a Lua, responsável pela Alma, pelas emoções e pelas origens. Na Astrologia Esotérica, a Lua é regente de Peixes, pela sua associação com os fluxos e refluxos das marés.  

Cabala
A Cabala é uma das correntes místicas do judaísmo. O termo significa literalmente recepção e, por consequência, tradição. O primeiro trabalho sobre a Cabala, o Sefer Yetzirah, o Livro da Criação, é foi escrito por Abraham. Este texto básico da Cabala explica os 32 caminhos da sabedoria que foram utilizados no processo da Criação. Estes caminhos estão incluídos nas dez Sefirot, as luzes divinas, que agem como canais criativos e conscientes da criação, e nas 22 letras do alfabeto hebraico. Yesod , a nona sefirot, significa fundação pois se relaciona à mente subconsciente, que é o alicerce, a fundação da personalidade, sendo também a substância etérica que é a fundação da vida. Seu astro é a Lua, que reflete para nós a luz do Sol. Estando entre Tipheret e Malkuth no Pilar do Meio, representa o mundo das fantasias e imaginação, como também a anima mundi, ou alma grupal.

SS Martinelli

Nenhum comentário:

Postar um comentário

->